Criarumemail.com/

Latest Posts

A Petrobras ultrapassou a marca dos 100 milhões de metros cúbicos por dia (m³/dia) de gás natural entregues ao mercado consumidor do país. Na última quarta-feira (26/03), a empresa disponibilizou um total de 101,1 milhões de m³, volume que superou o recorde anterior, de 97,7 milhões de m³ movimentados no dia 29 de maio de 2013.

Do volume total entregue no último dia 26, 45,1 milhões de m³ foram destinados ao mercado termelétrico e 42,5 milhões de m³ ao mercado não termelétrico, do qual fazem parte indústrias, residências, transporte (veículos), cogeração e outros. O restante - 13,5 milhões de m³ - foi entregue às unidades da Petrobras.

O fato de ter ultrapassado a marca inédita de 100 milhões de m³/dia de gás natural deve-se principalmente ao forte aumento da geração de energia termelétrica, que atende ao despacho solicitado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).
Fonte: Agência Petrobras



Trinta e nove soldados e oficiais do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina participaram de curso de capacitação em fiscalização de revendas de GLP, organizado pela ANP, entre os dias 24 e 28 de fevereiro, em Florianópolis. O treinamento faz parte do convênio de cooperação técnica firmado entre a Agência e a Secretaria Estadual de Segurança Pública, em novembro passado, para intensificar as ações conjuntas de fiscalização do mercado de combustíveis.
O convênio prevê que o Corpo de Bombeiros realize quatro mil ações de fiscalização em revendas de GLP durante 24 meses. Atualmente, a ANP mantêm convênios com órgãos estaduais e municipais de 23 unidades da federação, com todos os Ministérios Públicos estaduais e do Distrito Federal, e um convênio nacional com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Fonte: ANP


 Válvulas Compactas

E-mail: contato@bongas.com.br
www.bongas.com.br

As válvulas dentro de um processo industrial podem representar até 15% de toda a instalação. Esta porcentagem pode ficar ainda mais elevada se a válvula do tipo e tamanho corretos não for especificada.


Afinal o rendimento de uma bomba, ou de algum outro equipamento, que tenha que operar em conjunto com uma válvula, podem ser seriamente reduzidos pela falta de conhecimento sobre esses 
acessórios. Muitas vezes onde se aplica um determinado tipo de válvula, nem sempre um outro pode ser aplicado.

Se a válvula for selecionada somente pela bitola da tubulação, independente de se escolher o modelo correto para a aplicação, pode resultar numa válvula subdimensionada, causando uma redução na eficiência do processo; por outro lado se estiver superdimensionada pode haver gastos desnecessários com instalação e manutenção. Por exemplo, onde se aplica uma válvula gaveta para bloqueio, se fosse aplicada uma válvula do tipo globo, esta deveria ser até três vezes maior para permitir a mesma quantidade de fluido permitida pela válvula gaveta.

O dimensionamento correto pode ser feito através de cálculos específicos de acordo com o estado físico do fluido, se líquido ou gasoso.

Com isto pode ser selecionada a válvula correta quanto à bitola, materiais corretos quanto a resistência à corrosão de acordo com o fluido e minimizar o ruído e a possibilidade de cavitação com a aplicação de internos apropriados.

Dentro de uma indústria química, farmacêutica, petroquímica, papel e celulose, siderúrgica, etc, as válvulas podem ser divididas em três segmentos a saber: industriais, segurança e controle.

Industriais: a maioria normalmente são válvulas de acionamento manual e os principais tipos são: gaveta, globo, retenção (acionamento pelo próprio fluido de processo), guilhotina, diafragma, mangote, esfera, borboleta e macho;

De segurança: válvulas de segurança e/ou alívio carregadas com mola e piloto operadas e também são acionadas pela própria ação do fluido e utilizadas em equipamentos sujeitos a pressões superiores a pressão atmosférica;

Válvulas automáticas de controle: são válvulas interligadas a uma malha de controle e acionadas em resposta a um comando que pode ser pneumático, elétrico ou eletropneumático, através de sensores e controladores automáticos. elas aumentam ou reduzem a taxa de fluxo dentro de um processo controlando pressão, temperatura, Ph, nível, etc.

Elas não dependem da experiência de um operador como acontece com as válvulas industriais. Estas válvulas (as automáticas de controle) podem ser dos tipos globo sede simples ou sede dupla, globo gaiola, globo três vias, esfera segmentada, obturador excêntrico, dessuperaquecedores de vapor, etc.

O conhecimento das diferenças entre essas válvulas vem auxiliar o usuário na especificação e seleção da válvula correta para uma determinada aplicação. Nem todas podem operar com a mesma pressão e temperatura.

Entre os diversos tipos de válvulas existentes no mercado o usuário pode perceber que não existe uma única válvula que seja ideal para todas as aplicações, porém, que existe sempre uma válvula melhor para cada aplicação.

O sucesso ou fracasso de uma planta industrial depende também da correta seleção destas válvulas. 

Os problemas com válvulas durante a operação de um processo são muitas vezes mais caros do que o custo de se escolher a válvula correta logo na primeira vez. Elas envolvem custos, porém, quando são selecionadas corretamente, fornecem benefícios.

Maiores detalhes quanto aos principais tipos de válvulas utilizados dentro de um processo industrial, o funcionamento, as características construtivas, sua seleção e especificação corretas, cálculos para o dimensionamento do tamanho correto de acordo com a aplicação, além das principais normas e padrões de construção, podem ser vistos no livro “Válvulas: Industriais, Segurança e Controle” de Artur Cardozo Mathias, lançado pela Artliber Editora (www.artliber.com.br).

Fonte: InfoEscola


Acesse os nossos sites para conhecer nossos produtos:

www.bongas.com.br - Válvulas Manuais
www.bongasautomacao.com.br - Automatizadas

E-mail: contato@bongas.com.br
Telefone: (11) 3093-3967
 
Olá,

Não deixe de acompanhar as novidades da BONGAS também via Instagram!
Siga-nos: @bongasbrasil


Empresa reitera o compromisso com o aprimoramento técnico de profissionais ao oferecer cursos de capacitação em espaço próprio, agora na capital paulistana.

A LG Electronics do Brasil acaba de inaugurar as instalações da nova Academia de Ar Condicionado da empresa. Antes localizado na cidade de Taubaté, o centro de capacitação passa a localizar-se em São Paulo, na Av. Chucri Zaidan - 940, junto à sede da LG, para atingir ainda mais profissionais para sua agenda de cursos.

Em todo o mundo, a LG conta com 66 centros de aprendizagem localizados dentre as subsidiárias com atuação em ar condicionado. Destes, três estão no Brasil: Porto Alegre, Rio de Janeiro e, agora, em São Paulo. "Para complementar a bem sucedida atuação das Academias de Ar Condicionado, a LG identificou São Paulo como uma cidade estratégica, pois apresenta melhor acesso dos interessados aos cursos oferecidos, otimizando a demanda e a dinâmica de treinamentos", afirma Mauro Apor, gerente de produtos de ar condicionado residencial da LG Electronics do Brasil.

A iniciativa confirma o foco da empresa em promover a constante atualização e capacitação dos profissionais relacionados à área de condicionadores de ar - instaladores, projetistas, arquitetos e também vendedores-, garantindo que acompanhem o desenvolvimento do mercado de refrigeração e aquecimento e as inovações tecnológicas dos produtos, sobretudo LG. Serão ministrados cerca de 20 módulos distintos de treinamento que apresentarão conteúdos que vão desde conceitos básicos de refrigeração, instalações residenciais, até instalações de sistemas corporativos Multi V e automação.

O novo centro de capacitação conta, ainda, com espaço para exposição dos condicionadores de ar e de produtos de iluminação da LG, visto que se trata da única empresa que apresenta as duas soluções ao mercado brasileiro. Sendo assim, a medida que a agenda de cursos for estruturada, serão disponibilizados módulos também para capacitação em iluminação.

"A qualidade das tecnologias desenvolvidas pela LG se consolida a cada dia com iniciativas como as Academias de Ar Condicionado, que reforçam o esforço da empresa em garantir a satisfação completa de consumidores e clientes", complementa Apor.

Informações sobre cursos, detalhamento de conteúdo e agenda serão disponibilizados por meio dos canais de comunicação da LG.

Sobre a LG Electronics, Inc.: A LG Electronics, Inc. é uma empresa inovadora e líder global em tecnologia para eletrônicos de consumo, telefonia móvel e eletrodomésticos, empregando mais de 93 mil pessoas em 120 operações em todo o mundo. Com lucro líquido US$ 80,75 milhões em 2012, a LG é composta por quatro divisões de negócios - Home Entertainment, Mobile Communications, Home Appliance e Air Conditioning & Energy Solutions.

Sobre a LG Electronics no Brasil: Operando no Brasil desde 1996, a LG Electronics comercializa no País um extenso line up de produtos, com mais de 400 itens, entre TVs de Tela Fina (LED LCD, LCD e Plasma), DVDs, Home Theaters, Mini Systems, Micro Systems, Monitores LCD LED e LCD para PCs, Notebooks, Celulares, Smartphones, Condicionadores de Ar, Micro-ondas, Forno 2 em 1 - Solardom, Refrigeradores, Lavadoras de Roupa e Lavadoras/Secadoras de Roupa. A companhia fabrica localmente a maioria dos produtos que comercializa no Brasil. Em 2012, a LG Electronics Brasil faturou US$ 2,5 bilhões.


 




A Petrobras informa que foi intimada, no início da noite de terça-feira (14), de sentença que anula as licenças ambientais emitidas pelo órgão ambiental estadual para as obras do Comperj, implicando em paralisação imediata das obras. 

A Petrobras informa ainda que está avaliando as medidas cabíveis.
 
Fonte: Agência Petrobras